terça-feira, 29 de junho de 2010

Você sabe quanto tempo dura um sonho?


Os sonhos podem durar alguns segundos, como também mais de uma hora. O sonho comum dura de 10 a 40 minutos. Eles acontecem dentro de um período denominado REM (rapid eye movements), que significa movimento rápido dos olhos.

O primeiro REM, durante a noite, dura mais ou menos 5 minutos, e o último pode durar até uma hora. Dentro deste movimento podem ocorrer vários sonhos.

Os sonhos sempre vão estar relacionados com o que sentimos como, por exemplo, medo, preocupação e coisas que irão acontecer. Eles acontecem dentro do tempo que imaginamos que está ocorrendo certa situação.

Para que o sonho seja lembrado, a pessoa tem que acordar logo que ele acontece, caso isso não ocorra, a pessoa diz que não sonhou, o que não é verdade.


Fonte: terra.com.br

‘Vidas secas’ na lama de Quebrangulo

Biblioteca de cidade de Graciliano é destruída


A biblioteca municipal de Quebrangulo leva o nome de Graciliano Ramos, o escritor e filho mais famoso da cidade. Ontem, diversos livros guardados nela estavam abandonados na rua, no meio da lama. Inclusive exemplares de "São Bernardo", "Vidas Secas" e "Memórias do Cárcere", de autoria de Graciliano. O morador Roberto Tenório olhava os livros e se arrependia de não ter utilizado melhor a biblioteca enquanto o prédio ainda estava de pé:

— Sabe como é, a gente sempre vai deixando pra depois... —- disse, pensantivo, ao considerar a perda dos exemplares tão grave como a devastação nas casas de seus conterrâneos.

Na cidade natal, falta quase tudo. Mas a professora Mércia Dantas, de 28 anos, comemorava: as aulas foram retomadas ontem. Ainda de forma improvisada, no prédio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, em um local mais alto da cidade. Oitenta crianças carentes foram selecionadas para voltar às classes:

— Essas crianças estão perdidas. Aula é bom, torna mais fácil ajudá-las. E é bom pra gente também, que retoma um pouco a rotina —- disse Mércia.

A professora vive na rua mais atingida de Quebrangulo, onde o cenário lembrava o de uma guerra. O esgoto emergia das fossas, a lama tomava conta de todas as ruas e dava à paisagem um tom acinzentado. Os restos das casas e os destroços se tornaram um empecilho à locomoção em carros, motos ou cavalos.



Henrique Gomes Batista
O Globo
Leia mais em O Globo

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Saúde: planos viram tragédia

A redução dos valores repassados pelas operadoras a médicos e estabelecimentos faz com que usuários sofram com a espera e a deficiente oferta de serviços. A saída é pagar à parte em situações de urgência

Os precursores dos planos de saúde surgiram na década de 1940, no interior de empresas e órgãos públicos, sob a forma de associações, com o intuito de garantir o acesso de funcionários à assistência médica particular.

Com o tempo, empreendimentos privados entraram em cena. Enxergaram o potencial de vender convênios a uma parcela da classe média desejosa de escapar da dependência da saúde pública deficiente, mas cuja renda era insuficiente para pagar exames, internações e consultas em dinheiro vivo.

Hoje, planos individuais e a modalidade cooperativa ou coletiva coexistem. Assegurando uma carteira numerosa de pacientes a profissionais da saúde, clínicas e hospitais, os planos podem pagar barato pelos serviços. Para cobrir esses gastos e angariar lucro, cobram de seus conveniados um preço mensal fixo, mediante o qual toda a necessidade por atendimento deveria ser suprida.

Parecia o melhor dos mundos, mas algo deu errado no meio do caminho. Usuários insatisfeitos, médicos reclamando dos ganhos e até filas de espera caracterizam, atualmente, a chamada saúde suplementar. Qualquer semelhança com o serviço estatal não é mera coincidência.


Mariana Branco
Correio Braziliense

domingo, 27 de junho de 2010

Scorpions- Dust In The Wind

Montes de areia de construção viram esculturas nas ruas de Londres





Arte ganhou movimento batizado de Sandalism.

Zara Gaze esculpe material durante a noite.

Os montes de areia usada nas construções em Londres servem de matéria-prima para uma artista fazer verdadeiras obras da noite para o dia.

Nos últimos dois anos, Zara Gaze tem esculpido toda montanha de areia que encontra pela cidade. Ela já fez tartarugas, figuras humanas e outras imagens em menos de 24 horas.

No começo, a arte de Zara surpreendeu os moradores e turistas, que não sabiam como as obras apareciam na cidade. Com o tempo, elas viraram um movimento chamado sandalism, a junção das palavras sand (areia) e vandalismo em inglês.

"Sempre fui interessada em arte de rua e em algo que as pessoas tivessem fácil acesso", disse Zara ao jornal "Daily Mail".


Do G1, em São Paulo

Resultado da última enquete

Perguntamos:

Você é a favor do casamento de padres católicos?

28 internautas responderam que SIM
14 internautas responderam que NÃO

42 pessoas votaram.

sábado, 26 de junho de 2010

Trecho de "Amor de Perdição" - Camilo Castelo Branco

(...)As onze horas em ponto estava Simão encostado á porta do quintal, e a distância convencionada o arreeiro com o cavalo à rédea. A toada da música, que vinha das salas remotas, alvoroçava-o, porque a festa em casa de Tadeu de Albuquerque o surpreendera. No longo termo de três anos nunca ele ouvira música naquela casa. Se ele soubesse o dia natalício de Teresa, espantara-se menos da estranha alegria daquelas salas, sempre fechadas como em dias de mortório. Simão imaginou desvairadamente as quimeras que voejam, ora negras, ora translúcidas, em redor da fantasia apaixonada. Não há baliza racional para as belas, nem para as horrorosas ilusões, quando o amor as inventa. Simão Botelho, com o ouvido colado à fechadura, ouvia apenas o som das flautas, e as pancadas do coração sobressaltado(...)

Bee Gees - Massachusetts


Show na Austrália em 1989

Veja como ajudar as vítimas da chuva no NE


* A Arquidiocese do Rio de Janeiro informou nesta sexta-feira (25) que está recolhendo alimentos, roupas e material de higiene para as vítimas da chuva no Nordeste. Segundo o vigário episcopal para a Caridade Social, padre Manuel Manangão, toda ajuda será bem-vinda.

De acordo com a Arquidiocese, as doações podem ser entregues na Catedral Metropolitana de São Sebastião, na Avenida Chile, no Centro. A ajuda também pode ser feita através de dinheiro.

Quem puder colaborar pode fazer o depósito pela conta da Cáritas, no Banco Bradesco (agência: 814-1, conta: 48500-4).

** Doações para desabrigados pelas enchentes em Alagoas podem ser feitas em agências dos Correios em todo o Brasil. Alimentos não perecíveis, roupas, toalhas, lençóis, calçados, tendas e barracas podem ser enviados para as vítimas.

Os donativos devem ser embalados em pacotes de até 30 quilos e levados até uma agência. O envio dos produtos para as vítimas é gratuito. Doações de remédios ou de dinheiro não são aceitas.

As encomendas devem ser endereçadas à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Alagoas, Rua Lavenere Machado, nº 80, Trapiche da Barra - Maceió/AL - CEP: 57010-383.


Do Portal G1

Cordisburgo (MG) ganha esculturas para homenagear Guimarães Rosa

Um conjunto de esculturas retratando o escritor Guimarães Rosa (1908 - 1967) será inaugurado este domingo (27) em Cordisburgo (MG), cidade natal do autor de romances como "Grade Sertão: Veredas" e "Primeiras Histórias".

Tratam-se de oito figuras em tamanho real feitas de bronze, pesando um total de 700 kg, que mostram o escritor saudando seis vaqueiros e um cachorro. A obra foi criada pelo artista mineiro Leo Santana, responsável, entre outros, pela escultura do poeta Carlos Drummond de Andrade em Copacabana, Rio de Janeiro.

Instalado na praça Miguilim, próxima à casa onde nasceu o escritor, o conjunto de esculturas fará parte do acervo do Museu casa Guimarães Rosa. A inauguração ocorre no local às 16h do domingo (27).
Fonte: uol.com.br

Aeroporto de Pequim





O aeroporto de Pequim, projetado pelos arquitetos britânicos da Foster+Partners, está pronto e impressionando a todos. Ele tem mais de 1 milhão m2, e segundo a Times, o custo total do projeto foi de mais de 3 bilhões de dólares. O resultado de todo este investimento é um aeroporto gigantesco, ultra-moderno, eficiente, confortável e com acesso luz natural, uma importante economia para uma construção faraônica como esta.

O teto é todo em aço com aberturas que garantem uma iluminação interna natural.

Imagine a canseira de andar em um lugar desses, afinal, são 3 quilômetros e meio de extensão de norte a sul do aeroporto. Mas calma, deve existir esteiras rolantes e condução específica para idosos e portadores de necessidades especiais.

As curvas do teto causam um efeito de movimento de um dragão chinês e as clarabóias remetem a textura de sua pele.

O dragão é um símbolo típico da cultura daquele país.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ficha limpa. STF recebe primeira ação contra a lei.

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, que teve seu mandato cassado, José Carlos Gratz (PSL) entrou com a primeira ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contestando a lei da ficha limpa. A norma torna inelegíveis já no pleito deste ano políticos condenados em decisão colegiada, mesmo antes da vigência da lei. Gratz teve seu mandato cassado em 2002.

Em mandado de segurança, Gratz pede que seja reconhecido “seu direito líquido e certo de participar de convenções partidárias e de ter seu pedido de registro de candidatura deferido” e que seja concedida liminar para suspender os efeitos do entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em relação à aplicação da lei da ficha limpa nestas eleições.

O relator da ação no STF, ministro Dias Toffoli, já encaminhou o processo ao TSE, com base em súmula, que afirma não ser de competência do Supremo julgar mandado de segurança contra ato de outros tribunais. A defesa do ex-parlamentar afirma que a lei da ficha limpa afronta entendimento do STF, na qual os ministros da Corte decidiram que somente condenações definitivas podem gerar inelegibilidade de candidatos.

“[Gratz é] Uma das maiores lideranças políticas do estado e o maior representante da oposição ao poder absoluto do governador Paulo Hartung, que por este motivo é vítima de perseguição política que se arrasta desde 2002 e resultou no ajuizamento de mais de 200 ações civis e penais públicas, sem que tenha uma única condenação transitada em julgado", alegou o ex-parlamentar.

Gratz teve seu mandato cassado pelo TRE-ES em 2002, em abril do ano seguinte, o Tribunal Superior Eleitoraln (TSE) negou pedido de liminar do ex-presidente da Assembleia Legislativa do estado contra a decisão que impediu sua diplomação e posse no cargo de deputado estadual.

Este foi o terceiro recurso que Gratz levou ao TSE contra a condenação que lhe foi imposta por abuso de poder econômico e político na campanha. Na última terça-feira (22), o TSE definiu que a lei da ficha limpa vale para condenações anteriores à vigência da norma. O presidente do tribunal, Ricardo Lewandowski, no entanto, afirmou que ficará a cargos dos juízes eleitorais decidir sobre casos nos quais o político tenha sido condenado pela justiça eleitoral e que não haja mais prazo para recursos.


G1

Entre Aspas

"Quero pedir desculpas ao torcedor brasileiro pela forma como eu me comportei. O torcedor, que sempre apoiou, não tem nada a ver com problemas pessoais meus ou outras situações."

Dunga sobre os palavrões ditos durante entrevista coletiva do último domingo

Promoção bizarra

Em 2007, na cidade mineira de Itabira, o programa Na Boca do Povo, veiculado na Rádio Caraça em parceria com a Funerária Cristo Pax, sorteou um caixão recheado com deliciosas asas de frango, linguiça, breja, vinho, cachaça, CDs e Bíblia. A participação era simples: o ouvinte só precisava ligar para a rádio para concorrer ao caixão.

Foi a promoção de maior sucesso do programa. Cerca de 1.200 pessoas ligaram para tentar levar o paletó de madeira! A vencedora, Geralda Delfina Pereira, por ser muito religiosa, acabou devolvendo o esquife.


Fonte: mundo estrando

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Paraibanidade. A música do nordeste!


Clipe da carreira do forrozeiro paraibano Biliu de Campina, gravado na cidade de Boa Vista, a 35 quilômetros de Campina Grande, PB.

O custo da produção do clipe foi de R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais) e contou com as participações especiais dos moradores do Sitio Farinha numa co-produção da Midia Brasil, Recife e Estúdio no Ar, Campina Grande-PB.

A direção é de Francisco José Marques.

Este Quarto...

Este quarto de enfermo, tão deserto
de tudo, pois nem livros eu já leio
e a própria vida eu a deixei no meio
como um romance que ficasse aberto...

que me importa esse quarto, em que desperto
como se despertasse em quarto alheio?
Eu olho é o céu! imensamente perto,
o céu que me descansa como um seio.

Pois o céu é que está perto, sim,
tão perto e tão amigo que parece
um grande olhar azul pousado em mim.

A morte deveria ser assim:
um céu que pouco a pouco anoitecesse
e a gente nem soubesse que era o fim...


Mário Quintana

Justiça determina que celulares com defeito terão de ser trocados na hora


Nota do Ministério da Justiça dá nova interpretação a Código do Consumidor.


Cliente pode exigir troca ou devolução do dinheiro na loja onde fez a compra.

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, publicou nesta quarta-feira (23) nota técnica determinando a devolução imediata de aparelhos de celular com defeito. Segundo a nova interpretação do Código de Defesa do Consumidor (CDC), os consumidores podem exigir a substituição do produto, a restituição dos valores pagos ou o abatimento do preço num outro aparelho.

O novo entendimento permite que o consumidor exija a troca do aparelho com defeito de fabricação diretamente da loja onde o celular foi comprado, e não tenha que recorrer ao fabricante ou a assistências técnicas, por exemplo.

“Em regra, os varejistas, fornecedores imediatos do produto, não assumem a responsabilidade sobre os defeitos apresentados pelos aparelhos, o que obriga os consumidores a procurar os fabricantes para a solução do problema. Ao procurar os fabricantes, os consumidores são encaminhados às assistências técnicas ou aos centros de reparos dos fabricantes”, segundo nota do Ministério da Justiça.

“Consumidores relatam, no entanto, diversos problemas no atendimento prestado pelas assistências técnicas, como por exemplo: inexistência de assistência no seu município, recusa da assistência em realizar o reparo, falta de informação na ordem de serviço, falta de peças de reposição, demora no conserto do produto para além do prazo de 30 dias, retenção do produto depois de tê-lo enviado pelo correio para o fabricante sem qualquer registro ou informação”, continua o comunicado.

“Há 10 anos, um celular chegava a custar R$ 6 mil. Hoje temos gratuidade e expansão da telefonia móvel e os problemas só aumentaram”, afirma o diretor do DPDC do Ministério da Justiça, Ricardo Morishita.

A responsabilidade não pode ser transferida para o consumidor. O problema é de quem vendeu e não de quem comprou

Dados do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) indicam que o volume de reclamações relativas a aparelhos celulares está crescendo e já representa 24,87% do total de reclamações junto aos Procons, segundo o Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas de 2009. De acordo com o mesmo levantamento, o principal problema enfrentado é a garantia de produtos, que alcança 37,46% das reclamações referentes a aparelhos celulares.

As empresas que não cumprirem o novo entendimento do Sindec estarão sujeitas a multas de até R$ 3 milhões e medidas judiciais cabíveis. “A responsabilidade não pode ser transferida para o consumidor. O problema é de quem vendeu e não de quem comprou”, afirmou o diretor DPDC.


Fonte:
Do G1, com informações da Agência Estado

terça-feira, 22 de junho de 2010

CEMAR realiza evento em comemoração ao aniversário do ECA

A ACONTESSER – Associação de Conselheiros e Ex- Conselheiros do Sertão Paraibano em parceria com o PASPP – Programa de Assistência social de Políticas Publicas da Dioecese de Cajazeiras PB, e Entidade Centro de Educação Integral “Margarida Pereira da Silva” CEMAR, que 24 anos atua na defesa e Promoção dos direitos humanos na região do sertão, Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua – comissão Local, Conselho Tutelar de Pombal PB, realiza nos dias 08, 09 e 10 de julho de 2010, na escola estadual Monsenhor Vicente Freitas/CEMAR “Aniversario em Comemoração dos 20 do Estatuto da Criança e do Adolescente” que tem por objetivo garantir que os Conselhos Tutelares, Conselhos de Direitos, Conselhos Setoriais; assistência, saúde, educadores e membros da Sociedade Civil organizada, entidades não-governamentais constituam instrumentos importantes para o Sistema de Garantia de Direitos Humanos de Crianças e adolescentes no sertão.

O IV seminário de avaliação dos 20 anos do ECA, pautará sua discussão central na ausência de políticas públicas, a desarticulação dos serviços em rede, a deficiência de formação e a carência de recursos financeiros, material humano. São apenas alguns dos itens presentes na pauta dos Conselhos Setoriais, prioritariamente o Conselho Tutelar e o Conselho de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. No entanto, com a imprescindível realização dos 20 anos do ECA, busca – se encurtar os entraves identificados, definidos estratégias de superação das suas dificuldades e identificando parceiros para alcançar o seu verdadeiro cerne, que é a garantia dos direitos fundamentais assegurados as crianças e adolescentes no Estatuto da Criança e do Adolescente com a máxima prioridade absoluta.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Arquitetura Gótica, Catedral de Burgos na Espanha

Detalhe da Porta de Sarmental, Catedral de Burgos na Espanha


A Catedral de Burgos
é um monumento dedicado à Virgem Maria. Sua construção começou em 1221, seguindo os padrões góticos franceses, mas também segue a tradição germânica, especialmente nas agulhas de pedra perfuradas e ornamentação geométrica.

Empresa lança calendário pin-up em raio X


A agência de publicidade Butter, de Berlim, na Alemanha, criou, um calendário com mulheres em estilo pin-up para a empresa Eizo. Com uma diferença, contudo: no calendário, todas as imagens são feitas em raio X. Isso porque a Eizo é uma empresa que trabalha com imagens médicas em alta resolução para exames e diagnósticos, como o próprio raio X. A iniciativa do X-Ray Pin-Up Calendar é chamada de December pelos publicitários da Butter e foi criada com a intenção de ser uma campanha de marketing para a Eizo para divulgar o seu trabalho de forma atrativa e bem humorada. A ideia começou a circular na Alemanha no mês passado.



Fonte: Revista pequenas empresas, grande negócios
http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/1,,EMI148956-17180,00.html

Piada - Grana na calça

O professor de matemática pergunta ao aluno:

— Luizinho.
— Pode perguntar, professor.
— Se você tivesse trinta reais num bolso e setenta no outro, o que teria?
— A calça de uma outra pessoa, professor!

Carlos Gonzaga, Bat Masterson


Carlos Gonzaga nasceu em Paraisópolis, Minas Gerais, em 1926. Cantor brasileiro, que fez sucesso nacional com a versão de Diana (gravação original de Paul Anka) em 1958, com a versão de Oh! Carol e Cavaleiros do céu.

Aos 17 anos, mudou-se para Campos do Jordão.

Carlos Gonzaga, além das versões das canções de Paul Anka, alcançaria um grande êxito quando gravou a versão em português da música tema da série de TV Bat Masterson, provavelmente o mais famoso no estilo Bang-Bang dos que foram exibidos na televisão brasileira nos anos de 1960.

Fez shows por todo o país e é reconhecido internacionalmente, se apresentando nos principais palcos da América Latina.

No cinema, atuou em Virou Bagunça. Em 2005 participou do programa Cidade Nota 10, da Rede Bandeirantes, representando Santo André. Em 2006 recebeu o título de "Cidadão Andreense".

domingo, 20 de junho de 2010

Propaganda criativa

Lampião não entrou em Mossoró-RN

Viciado em roubar, pilhar, estuprar e assassinar, Virgulino Ferreira da Silva foi facilmente convencido pelo cangaceiro Massilon Benevides Leites para convocar junção de forças dos maiores bandidos sertanejos, intuindo viabilizar a mais tresloucada aventura do banditismo rural sertanejo através de formidável raid dos sertões pernambucanos em direção ao Estado do Rio Grande do Norte com o objetivo de assaltar a segunda cidade potiguar.

Massilon Benevides Leite, antigo comboieiro que durante anos fez transportes de mercadorias para Mossoró, confidenciou ao chefe cangaceiro que conhecia cada beco da capital do oeste potiguar, garantindo-lhe que a cidade era extremamente pequena e que possuía agência bancária, casas comerciais, estabelecimentos de exportação e importação, inúmeras fábricas que produziam diversos bens, enfim, era rica ao extremo.

Precisava alguém realmente estar exponencialmente viciada em roubar para acreditar em tal informação de que Mossoró era uma cidade muito pequena, dispondo de tais espacializações geográficas, pois o que foi descrito por Massilon Benevides Leite a Lampião caracteriza espaço urbano sofisticado, sobretudo para àquela época, ano de 1927.

Depois de exaustiva marcha em direção ao Estado do Rio Grande do Norte, marcada pelo uso profuso de violência inaudita, aberrante e abominável, o bando de Lampião chegou às portas de Mossoró. Era o dia 13 de junho de 1927, dedicado ao culto a Santo Antônio.

O bando atravessou o rio Apodi-Mossoró e quando Lampião pôde visualizar de forma precisa a “cidadezinha pequena” enfatizada por Massilon Benevides Leite, qual não foi a surpresa do chefe supremo do banditismo sertanejo ao constatar que havia sido ludibriado pelo falatório inconsistente e mentiroso do bandoleiro que o convenceu a empreender marcha de mais de quatrocentos quilômetros em direção ao que desconhecia totalmente, pois em sua profissão honrada de almocreve nunca esteve em Mossoró, devido ter concentrado o transporte de algodão e peles principalmente para a Pedra de Delmiro, no Estado de Alagoas.

Lampião virou bicho quando viu a dimensão espacial de Mossoró. Passou mais de meia hora analisando pelo binóculo os prováveis lugares que poderiam estar empiquetados. Concentrou-se com especial atenção na igreja de São Vicente, construída em 1919 pelos retirantes da grande seca que atingiu o semiárido naquele ano.

O chefe cangaceiro estava com muita raiva por ter sido enganado. Ordenou o inusitado, ou seja, que o bando seguisse pela atual Avenida Alberto Maranhão, justamente em direção aos pontos fortificados. O poder de liderança de Lampião era tão impressionante que os cangaceiros obedeceram sem titubear, sem nenhuma reclamação ou protesto. Agindo assim, talvez o “rei do cangaço” estivesse dando vazão à sua raiva por ter sido novamente traído.

Lampião não entrou na cidade, pois seguiu com sua guarda pessoal para o cemitério São Sebastião, onde assistiu de camarote ao combate cerrado que a população de Mossoró e os poucos militares empreenderam intuindo expulsar o atrevido bando que atacava a segunda cidade potiguar. No dia 19 de junho de 1927, no mesmo cemitério São Sebastião onde Lampião ficou protegido do intenso tiroteio, era assassinado um dos mais temidos cangaceiros do nordeste, o qual atendia pelo nome de José Leite de Santana, natural de Buíque (PE), cujo apelido no bando – Jararaca - definiu a periculosidade de sua personalidade transviada.

Do cemitério, Lampião notou que a portinhola da parte superior da estação ferroviária se abria. Era Vicente de Sabóia Filho, administrador da ferrovia, que tentava buscar ângulo de visão para ter melhor noção do que acontecia. Virgulino Ferreira da Silva escalou o brinquedinho fabricado pela indústria alemã Mauser, que havia recebido do Padre Cícero do Juazeiro, um ano antes do ataque a Mossoró, desferindo tiro quase certeiro que prostrou Saboinha em um ataque de apoplexia, não obstante não ter acertado o alvo. A bala do fuzil Mauser passou milímetros da cabeça do líder da trincheira da estrada de ferro.

Lampião era tudo que não prestava e ainda sobrava espaço para mais um pouco de desmantelo, mas não era idiota. Quando viu a coisa ficar extremamente delicada, ordenou retirada vexatória, aglutinando o bando e rumando para o Estado do Ceará, onde contava com malha proto-mafiosa dos coiteiros mais afamados do nordeste. Na verdade, o ataque foi tramado no cariri cearense, nas fazendas do famoso “Coronel” Isaías Arruda.

O governador potiguar Juvenal Lamartine invocou todas as claúsulas do convênio anti-banditismo assinado no ano de 1922 na capital pernambucana, resultando em verdadeiro desastre para o bando comandado por Lampião através de verdadeira caçada, pois dos cerca de setenta e cinco cangaceiros que atacaram Mossoró no dia 13 de junho de 1927, apenas quatro acompanharam o chefe supremo do banditismo na fuga dramática em direção ao Estado da Bahia. O restante ou estava preso ou foi morto em combate, ou ainda executado friamente, como aconteceu com Jararaca, Mormaço e Bronzeado, assassinados por ordens expressas do vingativo e irascível chefe do executivo potiguar daquela época turbulenta marcada pela violência.



José Romero Araújo Cardoso. Geógrafo. Professor-adjunto da UERN. Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente. Contato: romero.cardoso@gmail.com

sábado, 19 de junho de 2010

Quem deixará, do verde prado umbroso,
as frescas ervas e as lustrais nascentes?
Quem, de seguir com passos diligentes
a solta lebre, o javali cerdoso?

Quem, com o canto amigo e sonoroso,
não prenderá as aves inocentes?
Quem, nas horas da sesta, horas ardentes,
não buscará nas selvas o repouso,

por seguir os incêndios, os temores,
os zelos, iras, raivas, mortes, teias
do falso amor que tanto aflige o mundo?


Do campo são e hão sido meus amores,
rosas são e jasmins minhas cadeias,
livre nasci, e em livre ser me fundo.


Miguel de Cervantes

Homenagem a Luiz Gonzaga, nosso eterno rei.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

A bela soprano inglesa Katherine Jenkins - Ave Maria - Faenol Festival 2005

Katherine no Festival de Faenol de Bryn Terfel (Gwyl y Faenol). Norte do país de Gales.

Agosto de 2005.

Trecho de "A Jangada de Pedra" (1988) - José Saramago

"(...) De sobrolho carregado, eis o que o rei começou por dizer à rainha, Estou duvidando, senhora, Quê, meu senhor, O presente que demos ao primo maximiliano, quando do seu casamento, há quatro anos, sempre me pareceu indigno da sua linhagem e merecimentos, e agora que o temos aqui tão perto, em valladolid, como regente de espanha, por assim dizer à mão de semear, gostaria de lhe oferecer algo mais valioso, algo que desse nas vistas, a vós que vos parece, senhora, Uma custódia estaria bem, senhor, tenho observado que, talvez pela virtude conjunta do seu valor material com o seu significado espiritual, uma custódia é sempre bem acolhida pelo obsequiado, A nossa santa igreja não apreciaria tal liberalidade, ainda há-de ter presentes em sua infalível memória as confessas simpatias do primo maximiliano pela reforma dos protestantes luteranos, luteranos ou calvinistas, nunca soube ao certo, Vade retro, satanás, nem em tal tinha pensado, exclamou a rainha, benzendo-se, amanhã terei de me confessar à primeira hora, Porquê amanhã em particular, senhora, se é vosso costume confessar-vos todos os dias, perguntou o rei, Pela nefanda ideia que o inimigo me pôs nas cordas da voz, olhai que ainda sinto a garganta queimada como se por ela tivesse roçado o bafo do inferno. Habituado aos exageros sensoriais da rainha, o rei encolheu os ombros e regressou à espinhosa tarefa de descobrir um presente capaz de satisfazer o arquiduque maximiliano de áustria. A rainha bisbilhava uma oração, principiara já outra, quando de repente se interrompeu e quase gritou, Temos o salomão, Quê, perguntou o rei, perplexo, sem perceber a intempestiva invocação ao rei de judá, Sim, senhor, salomão, o elefante, E para que quero eu aqui o elefante, perguntou o rei já algo abespinhado, Para o presente, senhor, para o presente de casamento, respondeu a rainha, pondo-se de pé, eufórica, excitadíssima, Não é presente de casamento, Dá o mesmo. O rei acenou com a cabeça lentamente três vezes seguidas, fez uma pausa e acenou outras três vezes, ao fim das quais admitiu, Parece-me uma ideia interessante, É mais do que interessante, é uma ideia boa (...)"

Com te partiro - Andrea Bocelli e Sarah Brightman

TSE decide que Ficha Limpa também barra candidatos condenados antes da lei

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) votou na noite desta quinta-feira (17) a validade da Lei 135/2010, conhecida como Ficha Limpa, para processos iniciados antes de sua vigência. Seis ministros votaram a favor e um contra. O ministro Marco Aurélio Mello foi o voto contrário.

O relator da consulta, ministro Arnaldo Versiani, baseou seu voto pela retroatividade da lei considerando que a elegibilidade não é um direito adquirido. “Sim, a lei se aplica aos processos iniciados e mesmo já encerrados. Não há direito adquirido de elegibilidade, sendo aferidas a cada eleição, que deve ocorrer na data do pedido de candidatura”, disse.

O ministro Marcelo Ribeiro fez ressalvas em casos já julgados e que poderiam ter a pena de inelegibilidade ampliada de três para oito anos com a nova lei. Segundo ele, nesses casos não é possível aplicar a Ficha Limpa. A discussão desta dúvida não foi detalhada pela corte e caberá aos juízes decidirem caso a caso este ponto.

A corte inverteu a pauta da semana para responder primeiro a consulta do deputado federal Ilderlei Cordeiro (PPS), considerada de maior interesse público.O questionamento do parlamentar é formado por seis perguntas e pede ao tribunal que se posicione sobre as brechas do texto que poderiam gerar divergências entre tribunais regionais.

"Ficha Limpa" ajuda a sofisticar democracia
Os assuntos abordados na consulta são a abrangência e retroatividade das ações, ou seja, se a lei vale para processos em tramitação e os já julgados. De acordo com a nova lei, ficam inelegíveis por oito anos, além do período remanescente do mandato, aqueles que cometeram lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito.

A polêmica gerada pela mudança no tempo verbal no texto feita no Senado Federal foi minimizada pelo relator e teve o apoio da ministra Cármem Lucia: "Considero irrelevante saber o tempo verbal aplicado pelo legislador complementar. Pouco importa o tempo verbal. As novas disposições atingirão a todos que, no momento do registro da candidatura, incidirem em alguma causa de inelegibilidade", avaliou Versiani.

A corte eleitoral é composta por sete integrantes: três ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), dois ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e dois advogados escolhidos pelo STF e nomeados pelo presidente da República.

Histórico

O Ficha Limpa é uma proposta de iniciativa popular, apresentada à Câmara dos Deputados em setembro do ano passado, com mais de 1,6 milhão de assinaturas. A ação popular contou com apoio de várias entidades da sociedade civil, mobilizadas pelo MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral).



Fonte:
Camila Campanerut
Do UOL Eleições
Em Brasília

Tudo pronto pra o "Cariri Cangaço"


Cariri Cangaço - Coronéis, Beatos e Cangaceiros, evento de cunho turístico-cultural e científico; em sua edição 2010, acontecerá na Região do Cariri, sul do estado do Ceará, tendo como cidades anfitriãs: Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Aurora e Porteiras. Reunirá a partir de uma programação plural, dinâmica e universal, personalidades locais, regionais e nacionais; do universo da pesquisa e estudo das temáticas ligadas ao Cangaço, Tradições e Histórias do Nordeste. Até o presente momento temos a confirmação de 86 personalidades, entre: pesquisadores, escritores, professores de várias áreas, artistas, cineastas, documentaristas, fotografos, jornalistas, enfim.

O Evento em sua segunda edição terá um conjunto de 16 conferências, seguidas de debates, abordando temáticas ligadas à historiografia nordestina (sub temas: Coronéis, Beatos e Cangaceiros); distribuídas durante o período de realização do mesmo; 6 dias ; nos 6 municípios anfitriões. Os conferencistas são pesquisadores, estudiosos, escritores e professores, de renome nacional.

A partir da Universidade Regional do Cariri – URCA; parceira do evento; o Cariri Cangaço - Coronéis, Beatos e Cangaceiros, estará promovendo também um grande Painel de apresentação de Trabalhos Acadêmicos, de participantes de todo o Brasil, sobre a temática do encontro.

Será apresentada a II Mostra Cariri Cangaço de Cinema, Vídeo e Documentários, possibilitando aos participantes uma maior interação com a temática a partir dos trabalhos apresentados.

Teremos a II Latada do Livro Cariri Cangaço, onde os participantes terão a oportunidade de entrar em contato com as principais obras literárias sobre a temática.

Teremos o II Grande Salão Cariri Cangaço, onde serão lançadas 8 novas obras literárias sobre a temática; de autores de todo o Nordeste e também São Paulo.

Teremos distribuídas nos seis dias de evento, 17 Apresentações Artísticas, com as mais significativas manifestações culturais e folclóricas de toda região do Cariri, das áreas das Artes Cênicas, Música e Cultura Popular.

Em sua primeira edição, o Cariri Cangaço-2009, reuniu 79 personalidades do universo da pesquisa e estudo das temáticas ligadas ao nordeste e ao cangaço; recebemos no cariri cearense 197 participantes de 12 estados da federação; Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal; além dos mais 1.500 participantes dos municípios promotores. Durante seis dias no ano de 2009; entre 22 e 27 de setembro, foram realizadas 19 Conferências, seguidas de debates, 21 Visitas Técnicas e 23 Apresentações Artísticas. Foram inauguradas a I Mostra de Cinema e Vídeo Cariri Cangaço, como também foi lançada a I Latada do Livro Cariri Cangaço, tivemos ainda o lançamento de 6 novos livros de escritores dos estados de Pernambuco, Ceará, Distrito Federal e Minas Gerais

O Cariri Cangaço é uma promoção da Cariri do Brasil, uma realização das prefeituras municipais de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha e Aurora, URCA/PROEX e ainda o apoio da SBEC, do ICC, do Centro Pró Memória, do ICVC, da Fundação Memorial Padre Cícero, da Associação de Cordelista de Crato, do Ponto de Cultura Lira Nordestina, do SEBRAE, do SESC e do Centro Cultural Banco do Nordeste, Grupo Empresarial Guanabara e Revista Nordeste VinteUM.


Manoel Severo
Curador e Coordenador do Cariri Cangaço

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Baú de saudades: Demis Roussos - Forever and Ever

Japonesa oferece sexo para 'pagar dívida' de guerra com a China


Atriz pornô é doutora na Segunda Guerra Sino-Japonesa.

Ela quer compensar nova geração de chineses por invasão de 1937.

Uma atriz pornô japonesa está oferecendo relações sexuais com estudantes chineses para se desculpar pela Segunda Guerra Sino-Japonesa de 1937.

Doutora no assunto, Anri Suzuki, de 24 anos, se comoveu com a história da invasão japonesa na China nos anos 1930 e quer usar seu próprio corpo para se desculpar com a nova geração de chineses.

Anri fez a oferta para alunos chineses que estão em Tóquio e acabaram de estudar o assunto.

"Temos que respeitar a história e, embora não consigamos mudá-la, temos que tentar recompensar os chineses", argumentou a professora. "Quero curar as feridas da China com o meu corpo e estou me oferecendo para fazer sexo com estudantes chineses que estão no Japão".

Segundo Anri, esta seria uma compensação simbólica para os chineses.


Do G1, em São Paulo

Entre Aspas

“A verdade a que a razão nos conduz não é aquela que podemos contemplar idealmente sem erro, mas sobre a qual podemos agir sem medo.”

Fryderyk Franciszek Chopin

Presença

É preciso que a saudade desenhe tuas linhas perfeitas,
teu perfil exato e que, apenas, levemente, o vento
das horas ponha um frêmito em teus cabelos...
É preciso que a tua ausência trescale
sutilmente, no ar, a trevo machucado,
as folhas de alecrim desde há muito guardadas
não se sabe por quem nalgum móvel antigo...
Mas é preciso, também, que seja como abrir uma janela
e respirar-te, azul e luminosa, no ar.
É preciso a saudade para eu sentir
como sinto - em mim - a presença misteriosa da vida...
Mas quando surges és tão outra e múltipla e imprevista
que nunca te pareces com o teu retrato...
E eu tenho de fechar meus olhos para ver-te.


Mario Quintana

quarta-feira, 16 de junho de 2010

João Pessoa aparece em sexto lugar em casos de bullying

Pesquisa do IBGE aponta Brasília como campeã de bullying.

Pesquisa realizada pelo IBGE apontou Brasília como a capital do bulliyng. Segundo o estudo, 35,6% dos estudantes entrevistados disseram ser vítimas constantes da agressão. Belo Horizonte, em segundo lugar com 35,3%, e Curitiba, em terceiro lugar com 35,2 %, foram, junto com Brasília, as capitais com maior frequência de estudantes que declararam ter sofrido bulliyng alguma vez.

O bulliyng compreende comportamentos com diversos níveis de violência que vão desde chateações inoportunas ou hostis até fatos agressivos, sob forma verbal ou não, intencionais e repetidas, sem motivação aparente, provocado por um ou mais estudantes em relação a outros, causando dor, angústia, exclusão, humilhação e discriminação.

A população-alvo da pesquisa foi formada por estudantes do 9º ano do ensino fundamental (antiga 8ª série) de escolas públicas ou privadas das capitais dos estados e do Distrito Federal. O cadastro de seleção da amostra foi constituído por 6.780 escolas.

Durante a pesquisa, foi feita a seguinte pergunta aos estudantes: "Nos últimos 30 dias, com que frequência algum dos seus colegas de escola te esculacharam, zoaram, mangaram, intimidaram ou caçoaram tanto que você ficou magoado, incomodado ou aborrecido?”

Os resultados mostraram que 69,2% dos estudantes disseram não ter sofrido bullying. O percentual dos que foram vítimas deste tipo de violência, raramente ou às vezes, foi de 25,4% e a proporção dos que disseram ter sofrido bullying na maior parte das vezes ou sempre foi de 5,4%.

No ranking das capitais com mais vítimas de bullying, aparecem ainda Vitória, Porto Alegre, João Pessoa, São Paulo, Campo Grande e Goiânia. Teresina e Rio Branco estão empatadas na 10ª posição. São Paulo ocupa a 7ª posição.

Palmas apresenta o melhor resultado da pesquisa. Na capital do Tocantins, 26,2 % dos estudantes afirmaram ter sofrido bullying. Em seguida, estão Natal e Belém, ambas com 26,7%, e Salvador, com 27,2%.

Providências

Em Brasília, o maior número de casos ocorreu nas escolas particulares: 35,9%, contra 29,5% nas escolas públicas. Segundo a pesquisa, o bullying é mais frequente entre os estudantes do sexo masculino (32,6%) do que entre os escolares do sexo feminino (28,3%).

Para combater o problema, o governo do Distrito Federal (GDF) criou Conselhos de Segurança nas escolas. “Vamos resolver os nossos conflitos tendo como mediadores os nossos colegas, professores e os pais”, disse a subsecretária de Educação Integral Ivana Santana Torres. "Os estudantes também estão recebendo aulas de respeito à diversidade. Mas o resultado disso precisa também da vigilância dos pais", completou.

“Nós temos prestado atenção nisso, nós temos o Observatório da Violência nas escolas particulares, temos capacitado os professores, pais e alunos para essa questão do bulliyng”, afirmou a presidente dos Estabelecimentos Particulares de Ensino Amábile Pácios.

Resultado da pesquisa – percentual de estudantes que sofreram bullying

Distrito Federal – 35,6%
Belo Horizonte - 35,3%
Curitiba - 35,2%
Vitória - 33,3%
Porto Alegre - 32,6%
João Pessoa - 32,2%
São Paulo - 31,6%
Campo Grande - 31,4%
Goiânia - 31,2%
Teresina e Rio Branco - 30,8%



G1

Tchaikovsky's

Os outros - Kid Abelha

Carolina de Jesus: Uma grande escritora ainda esquecida

Carolina de Jesus era negra, favelada, vivia a perambular pelas ruas de São Paulo catando papéis para sua sobrevivência e tinha um hábito, escrever seu dia-a-dia, suas agruras e os seus infortúnios.

Certa dia, seus escritos foram descobertos por um jornalista. Admirado com o que Carolina de Jesus escreveu, corrigiu-os e conseguiu a publicação, resultando em opúsculo por título “Quarto de despejo”.

O livro tornou-se Best seller quando do lançamento, alçando Carolina de Jesus aos mais altos patamares da fama da glória e também de uma riqueza que nunca imaginou ter em sua caminhada de desespero até então. Era uma virada de trezentos e sessenta graus na vida da desditada negra e favelada que sobrevivia catando lixo, absolutamente excluída da sociedade hipócrita e intransigente, formada pelos antigos donos do poder que se perpetuaram através da sua descendência, em razão que a rigidez com que a estrutura social brasileira ainda se apresenta reproduz a original com a qual foi montada a formação social, econômica e espacial do país.

Carolina de Jesus tornou-se a principal figura de jornais e revistas, sendo convidada para solenidades, eventos e homenagens por diversas personalidades brasileiras e exteriores. A ex-mendiga que a vida estropiou foi convidada de honra do governo uruguaio, sendo louvada em razão que seu livro teve tradução para o espanhol, bem como em outras línguas.

Carolina não estava preparada para aquela mudança. Manteve a humildade e passou a torrar dinheiro com quem precisava e com quem não precisava, bem como proporcionando festas homéricas, muitas regadas ao libertínio que nunca conseguira atingir devido à sua condição de pária e deserdada em grau exponencial.

A resposta da sociedade hipócrita, despertada do encanto inicial, passou a enxergar àquela ex-favelada como um estorvo no caminho natural que historicamente e atavicamente seguem os rumos da construção social no Brasil.

Carolina teve a infeliz idéia, para sua época, de querer sair nua no carnaval A sociedade moralista e hipócrita não perdoou. Era a gota d´água que faltava para que agisse antigo ódio devotada à classe menos favorecida. Exemplo disso temos ainda com o caso de Josué de Castro, pois o motivo da exclusão, pela ditadura militar, do célebre cientista nacional move-se pelos mesmos trilhos que levaram Carolina de Jesus de volta à antiga condição, embora Josué de castro não tenha passado pelos mesmos infortúnios da importante escritora brasileira, infelizmente ainda desconhecida no presente.

Livro raro, difícil de ser encontrado, pois poucas edições foram feitas, “Quarto de Despejo” deve ser lido pelas gerações que não sabem quem foi a autora, sua vida e suas amarguras, sue estrelado e sua decadência.

Carolina de Jesus representa um símbolo da luta pela emancipação feminina e pela ascensão social das classes menos favorecidas, no caso dela desfavorecida em grau absoluto, pois a negra e favelada alcançou sucesso, riqueza e fama de forma incrível, mas vítima da hipocrisia e do escárnio da alta sociedade foi obrigada a retornar ao verdadeiro inferno que vivia antes da publicação de “Quarto de Despejo”, morrendo na mais absoluta miséria que a marcou desde o nascimento.



José Romero Araújo Cardoso. Geógrafo. Professor-adjunto da UERN. Mestre em Desenvolvimento eMeio Ambiente.



segunda-feira, 14 de junho de 2010

Da Sabedoria Logosófica

"A Logosofia é a ciência do presente e do futuro, porque encerra uma nova e insuperável forma de conceber a vida, de pensar e sentir, tão necessária na época atual para elevar os espíritos acima da torpe materialidade reinante.

A Pedagogia Logosófica revela o mundo interno do ser humano e descreve com precisão como está constituído e como funciona em cada uma das etapas da vida: infância, adolescência, juventude e idade adulta. Conhecer a Pedagogia Logosófica é ter acesso a elementos valiosos sobre a inteligência, a sensibilidade, sobre o pensar e o sentir de cada fase da vida.

A base para o trabalho pedagógico são os conceitos originais apresentados pela Logosofia. Entre os conceitos que fundamentam essa nova linha pedagógica, destacam-se o conceito de vida, de liberdade, de defesas mentais, de pensamentos, de leis universais, de conhecimento de si mesmo, entre tantos outros, aliando-se à totalidade do saber adquirido o aporte precioso oferecido pela sensibilidade humana. A Pedagogia Logosófica baseia-se em duas forças: no conhecimento e no afeto, considerado este como a expressão mais elevada e consciente do amor, sendo aplicada nos Colégios Logosóficos, que integram o Sistema Logosófico de Educação, com Unidades Educacionais no Brasil, Argentina e Uruguai."

Através do site http://www.logosofia.org.br/livro-gratis/logosofia/100.aspx você pode conhecer mais sobre a logosofia no projeto cultural livro logosófico. Acesse, visite-o!

Rita Lee - Ovelha Negra

Copa do Mundo é um desafio para estúdios de Hollywood


LONDON (Hollywood Reporter) - O maior show nos gramados, a Copa do Mundo, começa. E, para europeus atingidos pela recessão, o evento é recebido como uma boa dose de entretenimento de graça em meio a medidas governamentais para reduzir gastos por todo o continente.

Os organizadores receberam mais de 3,4 bilhões de dólares pelo valor dos direitos de transmissão e de patrocínio, enquanto bilhões vão aumentar a receita de publicidade das redes de televisão.

O canal comercial ITV, que divide os direitos da Copa do Mundo com a BBC na Inglaterra, está prevendo um aumento de 25 por cento na receita com publicidade por conta do torneio - valor que pode subir se a Inglaterra tiver bom desempenho. A alta de 25 por cento pode significar valores de 100 milhões de dólares.

Apesar da confiança das redes de televisão, os estúdios dos Estados Unidos veem o evento como um mês inteiro de dores de cabeça. As duas primeiras semanas são as piores, já que haverá jogos na hora do almoço, no meio da tarde e no horário nobre na Europa.

"É uma distração gigantesca, e se o país em questão está jogando, o negócio (nos cinemas) cai como uma pedra", disse Duncan Clark, vice-presidente da Universal Pictures International. "É possível fazer algo nos dias entre as partidas. Podemos ter grandes negócios nesses dias se estivermos preparados para aceitar alguns dias de baixa", acrescentou.

Filmes para mulheres e focados em famílias são os preferidos como alternativa à Copa do Mundo.

A Disney lança a comédia romântica com Kristen Bell "When in Rome" na Itália, Alemanha, Espanha e Holanda na primeira semana do torneio. O filme gerou apenas 33 milhões de dólares na América do Norte após a estreia em janeiro.

Já a Paramount entra com "She's Out Of My League" (lançado três meses atrás na América do Norte para gerar 32 milhões de dólares) nos maiores países, incluindo Reino Unido, Itália e França. A empresa agendou o lançamento europeu de "Shrek Forever After" para o estágio de quartas de final da Copa do Mundo.

"É um período difícil", disse Andrew Cripps, presidente do braço internacional do estúdio. "Nós achamos que abre espaço para filmes para família ter audiência, mas não há dúvida que é um grande desafio."

A Fox é a única que está enfrentando a Copa do Mundo com o lançamento do filme de ação orientado ao público masculino "The A-Team" neste final de semana em 34 países, incluindo aqueles envolvidos no torneio como Reino Unido, Austrália, Brasil, Holanda e México.

Para enfrentar a concorrência, diversas salas de cinema decidiram abraçar o torneio e vão transmitir jogos. Países como Espanha e Itália vão oferecer versão em 3D das partidas.

Os distribuidores internacionais de filmes enfrentam outro desafio após a final da Copa no dia 11 de julho. Há muitos títulos importantes nas semanas seguintes, como "Crepúsculo" e "Toy Story 3", o que corre o risco de criar um engarrafamento de filmes.



Por Stuart Kemp e Scott Roxborough
Ag. Reuters

domingo, 13 de junho de 2010

A meu filho Yan


Há sorrisos que são borrachas.
Vivem a apagar a sisudez da vida!

Há sorrisos que são ternuras.
Pincéis que colorem as nossas dores!

Há sorrisos que nos enternecem a alma.

Há sorrisos que são amores.

Há sorrisos que encorajam sorrisos alheios.

Uns, nos embalam os sonhos.
Outros..., outros enfeitam jardins,

São flores!


Teófilo Júnior

Imperdível! Vamos rir?

Hora do recreio

Livro do Exército ensina a louvar ditadura

Colégio militar usa material de história com perfil diferente do indicado pelo MEC

Ângela Pinho:

A história oficial contada aos alunos dos 12 colégios militares do país omite a tortura praticada na ditadura e ensina que o golpe ocorrido em 1964 foi uma revolução democrática; a censura à imprensa, necessária para o progresso; e as cassações políticas, uma resposta à intransigência da oposição.

É isso que está no livro didático "História do Brasil -Império e República", utilizado pelos estudantes do 7º ano (antiga 6ª série) das escolas mantidas com recursos públicos pelo Exército.

Nelas, estudam 14 mil alunos, entre filhos de militares transferidos ou de civis aprovados em concorridos vestibulinhos. De cada aluno é cobrada uma taxa mensal de R$ 143 a R$ 160, da qual estão isentos os que não podem pagar. Mas 80% das despesas são custeadas pelo Exército.

As escolas militares poderiam utilizar livros gratuitos cedidos pelo Ministério da Educação a todas as escolas públicas. Mas, para a disciplina de história, optaram pela obra editada pela Bibliex (Biblioteca do Exército), que deve ser adquirida pelos próprios alunos.

Na internet, o preço é R$ 50, mais um caderno de exercícios a R$ 20. O Exército afirma que o material "atende adequadamente às necessidades do ensino de História no Sistema Colégio Militar".


Deu na Folha de S. Paulo

sábado, 12 de junho de 2010

A arte de envelhecer

Freguês dos anos há mais de 42 anos, ultimamente tenho escutado de outros consumidores do tempo que envelhecer, além de não doer é, sobretudo, uma arte.

Quanto a assertiva de não fazer doer o peso dos anos, me parece não restar outra alternativa senão a de me contrapor, peremptoriamente, a essa afirmação pra lá de cavilosa, o que não posso fazer o mesmo com a correlação comparativa entre a arte e o ato de envelhecer.

De fato, o inevitável envelhecer é uma arte na mais legítima concepção da palavra e com suas mais amplas variações, todas elas, inclusive, passíveis de diagnósticos: artrite, artrose, arteriosclerose, e por aí vai, dentre outras tantas artes. Há até uma incisiva campanha publicitária, nos consultórios médicos, claro, de que a “velhice é a melhor idade”, ao menos para os geriatras e profissionais da área por que para mim ela tá chegando a galope, acompanhada de mala e cuia.

Veio para ficar. Sem convite nem apresentações, foi se instalando de mansinho, ocupando alguns espaços vazios, ora habitando um quarto, às vezes, um ombro, a coluna. Devagarinho foi ficando, se acomodando, puxando uma cadeira, uma dorzinha do tipo vou ali mais volto, de tal modo que vai se sentindo em casa e não há especialidade médica, vassoura atrás de porta nem mandinga que dê jeito. Veio para ficar. Mesmo a contragosto, já me preparei para o chinelão de dedos, pijama de bolinhas, sopa e papinha de aveia.

Outro dia, passando ali ao lado do Pombal Ideal Clube descobri que o meu novo time está até organizado, talvez até precisando de um zagueiro. Ali, pendurado numa faixa pude ler em letras garrafais: “Clube da Melhor Idade”, faltando apenas o complemento que na ocasião julguei necessário: “proibido para menores de 65 anos”, imaginei.

Mas, a bem da verdade, a velhice não é apenas dores e limitações. Há espaços para outras coisinhas mais, principalmente saudades, reminiscências, aventuras vividas outras apenas imaginadas, trilhas de rugas desenhadas pelos anos e uma incontrolável vontade de realizar tudo de novo; empreender planos, voltar no tempo, brincar de bila, bodé berrou, garrafão, baleado, pular macaca, cair no poço, esconde-esconde, cometer novos erros (há tantos para serem cometidos e à nossa espera), pedalar a minha Monareta Monark azul, deslizar pela calçada da Getúlio Vargas no velho patinete de madeira e rolamento, tomar banho de chuva nas tardes do sertão, correr ao vento sem se importar com a responsabilidade do tempo nem com os compromissos da vida. Sonhar, verdadeiramente perde-se no sonho!

Os anos, porém, apressam nossos relógios, nos fazem mais adultos, sisudos, e a velhice faz questão de nos lembrar disso. Que bom seria se o tempo esquecesse de nós!

Isso tudo me remonta a conclusão de que tinha razão o inconfundível filósofo Facundo de Paiva Santana, ex-morador da Rua do Comércio. Para ele, duas sentenças eram irretocáveis e incorrigíveis: “nada é para sempre. Para morrer basta estar vivo” e “doutor é somente aquele que opera”, textualizava ele.

É amigo Facundo..., a saudade também é uma forma de permanecer vivo, e ultimamente tenho tido incontidas recordações, inclusive de mim.


Teófilo Júnior

Elvis Presley - It's Over.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Aos namorados

Bem, Márcia, hoje quero te falar de uma namorada de meus dezessete anos. Tenho aqui uma foto dela, só que não vai pro teu álbum, não. Ela faz parte de uma época de consciências etéreas.

Nosso primeiro encontrou deu-se em frente ao Cine Olido, naquela velha galeria da Avenida São João. Por telefone, a voz dela refletia uma ternura ansiosa de conhecimentos, vivências e reconhecimentos. Cada dia imaginava seu rosto, mas não conseguia fixar uma forma, pois a voz me absorvia e contagiava.

Enfim, fui ao encontro como um requintado cavalheiro apaixonado que leva consigo a primazia dos tormentosos dezessete anos. Meu mais bonito terno azulado, com colete e cinto da mesma fazenda da calça. Camisa socialíssima, colarinho alto, bem justo, curto e arredondado. Gravata num tom azul mais escuro, com leves listas mais claras, celestes.

No local exato e na hora marcada, dois enormes olhos negros me espetavam quais filete de açúcar. Lábios promissores (apesar do batom um tanto excessivo), queixo arrogante. A pele me parecia de seda, vontade de tocá-la. E nas voltas da saia rodada, um sorriso irônico. Uma porcelana girando em minha mão indecisa.

Comprei-me um drops de hortelã e entramos. Durante toda a sessão, não me deixou abraçá-la e muito menos beijá-la. De vez em quando roçava-lhe a mão num contato arrepiante. Mas foi bom e de muita sorte, pois ficamos sabendo dias após que o pai dela estivera o tempo todo nos observando, sentado numa poltrona duas carreiras atrás da nossa.

Essa menina me desafiou sempre. Namorávamos muito, mas raramente nos encontrávamos. Passávamos horas e horas ao telefone, falando e ouvindo o Pery Ribeiro cantar: "Quero amar você, inteirinha, abraçar você inteirinha..." Mas nunca nos abraçamos inteirinhos, e nem por partes.

Nossos momentos mais íntimos foram sempre tão domésticos. Quando ela escapava das presilhas aproveitando as artimanhas de seu motorista particular, o Bené, e ia até minha casa. Chegava num Oldsmobile enorme, último tipo. A vizinhança toda na janela espantando-se com aquele carrão vermelho e aquela moça chique a conversar comigo apoiada no rangedor portãozinho de casa. Até que o Bené começava a buzinar, de leve. Quando não descia do carro a espalhar-se matreiro em explicações e gentilezas arraigadas do morro da Casa Verde, sua origem. Ficou meu amigo, o cara, porque eu morava no Bom Retiro, e ele dizia que eu era gente igual a ele. E era mesmo.

Outras vezes, vivi com essa menina tardes românticas nos imensos jardins de sua casa, ao redor de sucos e rubores. Sentávamos nas poltronas de vime de sua varanda ajardinada. E éramos servidos com graça e requinte pela Girogina - mucama com voz de atriz - que nos trazia até pedacinhos picados de maçã à tona das laranjadas. Sensível que era, essa mulata, deixava os refrescos e se retirava, mantendo-se invisível. Mas logo aparecia o Fabinho, irmãozinho da menina. Lindo, quatro anos, louros cabelos cacheados. Ficava o tempo todo enroscado na irmã como a preservá-la de algum possível ataque meu.

Apesar de tudo, era tão profundamente poético. Mas apenas poético... Ah, essa menina compartilhou comigo delicadas introversões e as mais puras indecisões da adolescência.

Muitos anos depois, conheci sua filha, Daniela. Olhos enormes, que não eram negros, mas azuis, e ficaram imortalizados por mim num óleo irresistível. Hoje, quem sabe de Daniela?


João Carlos Pecci

Kid Abelha, eu só penso em você!

Posso ser sincero?

Quem hoje em dia é capaz de perceber algo estranho na pergunta “quando posso ser sincero?”. Ela traz uma dúvida importante quanto ao sentido da permissão exposto no uso do verbo “posso”. A pergunta oculta outra pergunta bem simples de ponderar: por que eu “não poderia” ser sincero? As questões definem que há muito tempo nossa intenção de sinceridade se tornou um problema.

Quando os seres humanos inventaram a sinceridade? O que ela significa entre nós hoje? A sinceridade é uma intenção, uma ação ou mais que isso?

Dizer é fazer

Quando falamos em sinceridade sempre pensamos na ação de dizer algo desagradável a alguém. Iniciamos uma crítica muitas vezes com a expressão “sinceramente”. Inaugura-se com isto a exposição de uma opinião que não está disposta a ser falsa e se declara de antemão com a autoridade da verdade. Junto com ela encena-se certo ar de coragem, como se a sinceridade fosse alguma sorte de franqueza grosseira. O sincero lembra o “grosseiro”, porta-voz de uma verdade bruta – tanto assustadora quanto obrigatória -, como se o delicado fosse falso na exata medida de sua polidez. Com isto demarca-se a sinceridade como um esforço que, além de desagradável a todos, tanto para quem o pratica quanto para quem o recebe, pode ser tanto inútil quanto comprometedor.

Pensa-se, para escapar disso, a sinceridade como algo que não se deveria “praticar”. Algo que é, em si mesmo, ruim. Que só com muito cuidado deveria ser usada. A pergunta que precisamos fazer diante desta evitação da sinceridade é bem óbvia: por que a prática da exposição das opiniões não pode ser vista como uma coisa boa, algo que deveria ser exercido livremente? Que nos faria crescer ética e mesmo psicologicamente? Que ajudaria a descobrir boas experiências, de alegria, de satisfação na convivência com o outro, aquele a quem se dirige nossa sinceridade?

Falsa sinceridade?

A acepção atual da sinceridade que sustenta a idéia de um caráter que deveria ser escondido, por não fazer bem a ninguém, ou por não trazer vantagens numa sociedade organizada em relações de troca tanto objetivas quanto afetivas, é precária ao não revelar a riqueza do conceito.

Muitos pensam que, se sou sincero com alguém hoje, posso receber de volta a sinceridade amanhã e isso não define vantagem alguma. Ou posso ser punido por sua ressonância: perder uma oportunidade, um negócio, um emprego, porque sou sincero. A sinceridade parece ser algo que apenas se pode temer, que só estraga a vida, espécie de talismã ao contrário, moeda falsa. Seria a sinceridade aquilo que os gregos chamaram “Phármakon”, uma substância venenosa que apenas parcimoniosamente usada se tornaria curativa?

A história da questão mostra, porém, o significado valioso do conceito. Um dos momentos mais importantes na história da sinceridade são as Confissões de Jean Jacques Rousseau, obra que inicia pela explicação do autor de que mostrará aos seus semelhantes um homem em toda a verdade de sua natureza. Conforme suas palavras “este homem serei eu”. Rousseau opta pelo “desnudamento de si” em sentido filosófico: falar do homem universal, mas na diferença que ele, o próprio Rousseau, torna real em sua própria vida.

Uma confissão

Sinceridade é, portanto, sinônimo de confissão. Quem se confessa dá testemunho, ou seja, conta algo porque o viveu, porque presenciou um fato e pode narrá-lo. O olhar do sujeito sincero é essencial na elaboração do que ele pode dizer. A confissão religiosa é originariamente um ritual de autoconsciência que envolve um exame de si, uma análise da própria pessoa por conta própria. Aquele que se confessa, porém, deve ter a disposição para libertar-se de si mesmo. Ao mesmo tempo, este gesto implica entregar-se ao outro, seja aos seus olhos, aos seus ouvidos, ao seu cuidado ou, negativamente, ao seu poder.

Infelizmente o poder como dominação não abandona a vida comum. A confissão do outro, seja na religião, seja na política, pode ser usada como arma contra aquele que se confessa. A confissão tem um poder equivalente ao do segredo que lhe é contrário. Alguém apenas entrega o que lhe é íntimo como uma generosa dádiva, ou, ao contrário, sob pressão emocional ou ameaça. Se nas relações mais íntimas os segredos confessados são usados por um contra outro é o valor da sinceridade como o mais íntimo que se pode compartilhar que cai por terra. A sinceridade não pode ser confundida com a mera desculpa diante do que acaba por ser dito sem pensar. A violência verbal e a maledicência muitas vezes são aceitas sob a máscara de sinceridade.

É porque a sinceridade diz respeito ao universo próprio do que pode ser expresso por cada um em seus limites que ela jamais é absoluta, pois ninguém pode saber tudo de si, nem revelar tudo a outrem. O sujeito humano vive do conhecimento de si em tensão com o que, de si, não pode ser conhecido, com o que nele é mistério e silêncio. Aquele que pudesse ser totalmente sincero – falar absolutamente de si ou do sue ponto de vista - ou estaria mentindo ou teria banalizado o poder da sinceridade.


Marcia Tiburi
Publicado em Vida Simples

África do Sul: uma copa humanitária num país ainda marcado pela divisão étnica!


Grevistas invadem maior fórum de SP


"Invasão foi reação a corte de ponto determinado pelo TJ do estado

O Fórum João Mendes, o mais importante de São Paulo, no Centro, foi invadido anteontem por funcionários grevistas e passou o dia fechado ao público. Segundo o Tribunal de Justiça, de 70 a 80 servidores em greve passaram a quinta-feira no prédio.

Os grevistas afirmam que o número varia entre 150 e 200. Ao lado dos servidores, dentro do edifício, policiais e seguranças privados aguardavam o fim do impasse. Não houve confronto, mas alguns momentos de tensão, quando o TJ impediu a entrada de alimentos para os manifestantes.

Os grevistas pedem reajuste salarial de 20,16% e afirmam que nenhuma proposta de aumento foi feita. A paralisação começou em 28 de abril.

Segundo a presidente da Associação dos Assistentes Sociais do TJ e uma das líderes do movimento, Elisabete Borgiani, a ocupação foi uma reação à decisão dos desembargadores do tribunal de votar, num prédio ao lado, pelo corte retroativo do ponto dos servidores em greve.

— Essa decisão é uma violência. Eles (os grevistas) vão ficar lá até que seja aberta negociação e se libere a entrada de comida para quem está no prédio — afirmou Elisabete.

O TJ informou que o expediente do fórum foi cancelado e os prazos dos processos que correm no local foram suspensos. Todos os 12 fóruns regionais da capital foram autorizados a receber medidas de urgência da população."

Na Paraíba, os servidores do Judiciário também deflagraram greve no último dia 07 de junho. A insatisfação no Judiciário brasileiro é geral. Atualmente o Poder Judiciário de vários estados da federação encontram-se com suas atividades forenses paradas.


Fonte
O Globo e redação do blog

Foto ilustrativa

Ficha limpa já vale para a eleição de 2010, afirma TSE.

O Tribunal Superior Eleitoral, decidiu na noite de ontem por 6 votos a 1, que a lei que impede a candidatura de políticos com condenações por colegiado na Justiça, conhecido como Ficha Limpa, terá aplicabilidade imediata e já com validade para as próximas eleições de outubro.

Dentre aquela Corte, o único voto destoante foi do ministro Marco Aurélio Mello.

O relator do caso, o ministro Hamilton Carvalhido, avaliou que a lei complementar não altera o processo eleitoral. Caso alterasse, ela deveria, obrigatoriamente, ter sido feita um ano antes do pleito.

A nova lei ficou publicamente conhecida como Lei da Ficha Limpa por prever que candidatos que tiverem condenação criminal por órgão colegiado, ainda que caiba recurso, ficarão impedidos de obter o registro de candidatura, pois serão considerados inelegíveis.

A pauta da corte foi invertida para responder à consulta, feita pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), sobre se a lei aprovada no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República em 4 de junho já poderia entrar em vigor neste ano.

De acordo com a nova lei, ficam inelegíveis por oito anos, além do período remanescente do mandato, aqueles que cometeram lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. Antes, eram três anos. A norma alterou a Lei de Inelegibilidades.

Da proposta original, o texto foi flexibilizado na Câmara pelo relator, o deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP), que permitiu que o político condenado possa recorrer para tentar suspender a inelegibilidade e participar das eleições. O efeito suspensivo precisaria ser aprovado por um colegiado de juízes.

A lei conhecida popularmente como "ficha limpa" nasceu de uma iniciativa popular com a coleta de mais de 1,6 milhão de assinatura.


Fonte
Uol.com.br

Papa pede desculpas às vítimas de pedofilia


O papa Bento XVI pediu hoje perdão público a Deus e às vítimas de padres pedófilos, e prometeu que fará "tudo o que for possível para que abusos semelhantes jamais voltem a acontecer".

O pontífice pediu perdão na homilia que realiza na Praça de São Pedro, no Vaticano, diante de 15 mil sacerdotes de todo o mundo, com os quais encerra o Ano Sacerdotal.

Bento XVI assegurou que, na admissão ao ministério sacerdotal e na formação dos futuros sacerdotes, será examinada exaustivamente "a autenticidade da vocação".

O papa pediu a Deus para que proteja os sacerdotes e os vigie nas situações dolorosas e nos perigos da vida.

Segundo o pontífice, se o Ano Sacerdotal, convocado por ele em 2009, tivesse sido uma glorificação das conquistas humanas dos clérigos, "teria sido destruído por estes fatos".

Durante este ano sacerdotal foram conhecidos os abusos de padres pedófilos durante anos na Irlanda, Alemanha, Áustria, Itália, Holanda e Bélgica. Além disso, foram reveladas novas informações de casos já sabidos nos Estados Unidos.



Cidade do Vaticano, Ag EFE

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Propaganda legal!


Veja na íntegra o que a televisão mostra apenas 60 segundo. A divulgação da propaganda não tem nenhum retorno financeiro para o blog.



O "Imagine", produzido para o Banco Itaú, conta com a participação de um coral de 14 mil funcionários da empresa.

Jorge Ben Jor regrava clássico de futebol com Mano Brown

O cantor Jorge Ben Jor lança nesta segunda-feira (14) uma nova versão da faixa “Ponta de lança africano (Umbabarauma)”, música de abertura do seu disco “África Brasil”, de 1976. O clássico do futebol ganhou participação do rapper Mano Brown, do Racionais MCs, na regravação produzida pelo DJ Zegon (Planet Hemp, N.A.S.A.) e por Daniel Ganjaman (Instituto).


“Procuramos fazer uma versão bem fiel à original”, conta Ganjaman em entrevista por telefone ao G1. “É uma vontade antiga minha e do Zegon, gravarmos com o Jorge. Estamos trabalhando nisso desde novembro do ano passado, negociando as participações”, explica o produtor.


Patrocinada por uma marca de tênis esportivos, a música será lançada um dia antes da estreia do Brasil na Copa do Mundo de 2010, e ainda conta com a participação de músicos como Pupilo (percussionista da Nação Zumbi) e as Negresko Sis (Anelis Assumpção, Céu e Thalma de Freitas).


“O Ben é muito legal no estúdio, ele sabe muito bem fazer o som que ele quer. Ele chegou e já disse, ‘quero o amplificador assim, microfonado desse jeito’” lembra Zegon. Ele explica também que Brown, por sua vez, participou de todo o processo. “Ele ficou o tempo todo no estúdio, virou um terceiro produtor. Ele é o maior fã de Jorge Ben que eu conheço”.


Apesar do controle no estúdio, os produtores tiveram que lidar com um problema relativamente comum na era do MP3 – uma versão inacabada da faixa acabou vazando na internet antes do lançamento. “É chato, a música ainda não estava pronta, mas fazer o quê?”, lamenta Zegon. “O vazamento não foi proposital, foi uma pena. Mas se a galera gostou tanto dessa versão inicial, acho que a definitiva vai fazer ainda mais sucesso”.

“A gente quer muito que a música seja uma fonte de energia para toda a torcida brasileira”, diz Ganja, comentando sobre a Copa e comparando a seleção com o grupo que regravou “Umbabarauma”. “Sempre tem a controvérsia em relação ao jogador que vai ou não vai pra Copa. O importante, assim como o time que a gente juntou para gravar a música, é ter coesão na equipe para poder enfrentar um campeonato tão importante”.


G1

Charge - Amarildo


Alegria africana: bafana, bafana!

Foto Getty Images

Uma multidão calculada em aproximadamente 185 mil pessoas forma as ruas Johannesburgo nesta quarta-feira (09.06) para apoiar a seleção sul-africana.

A alegria e entusiasmo dos africanos emocionou o técnico Carlos Alberto Parreira, que disse ter sido essa a sua quarta maior emoção na vida. Sete jogadores também participaram da manifestação.

Charge - Néo Correia


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Comissão de Constituição do Senado aprova fim de punições para eleitor que não votar


Única multa que segue prevista é de 5% a 20% sobre o salário regional. Proposta ainda será encaminhada para votação na Câmara dos Deputados. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ) aprovou nesta quarta-efira (9), em caráter terminativo, uma proposta que acaba com sete das punições que eram aplicadas aos eleitores que deixassem de votar. Para passar a valer, a proposta ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados.

As mudanças no Código Eleitoral foram propostas por meio de um projeto do senador Marco Maciel (DEM-PE). O projeto mantém apenas a multa para quem deixar de votar no valor de 5% a 20% ao salário mínimo da região onde o eleitor mantiver o título. A punição somente será aplicada quando o eleitor não se justificar perante o juiz eleitoral em um prazo de até 30 dias após a realização do pleito. O projeto, entretanto, livra a eleitor de punições como a proibição de se inscrever em concurso ou tomar posse em cargo público. Segue valendo a possibilidade de cancelamento do título para o eleitor que deixar de votar em três pelitos consecutivos.

Pela proposta aprovada pela comissão do Senado, o eleitor que não tiver votado nem se justificado a ausência também poderá retirar passaporte ou carteira de identidade, receber remuneração de órgãos e entidades estatais, participar de licitação pública; obter empréstimo de entidades financeiras estatais, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.Todas essas medidas são previstas pelo atual Código Eleitoral.

O relator do projeto, senador Antonio Carlos Júnior (DEM-BA), admitiu a aplicação das atuais restrições apenas aos eleitores que não comprovarem o alistamento eleitoral. O projeto procurou manter as atuais restrições para os que não conseguirem comprovar o alistamento eleitoral, obrigatório para brasileiros natos ou naturalizados, maiores de 18 anos, salvo as exceções previstas no próprio Código Eleitoral.



Fontes:
PB Agora e G1

Celine Dion - J'attendais

Justiça de MS regulamenta união estável de casais homossexuais

A Corregedoria Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul publicou, na terça-feira (8), no Diário da Justiça, uma norma que regulamenta o registro civil da união estável de pessoas do mesmo sexo, em cartórios do estado.

De acordo com a publicação, casais homossexuais poderão procurar qualquer cartório do estado para registrar o documento. A escritura serve como prova de dependência econômica, inclusive perante a Previdência Social, Entidades Públicas e Privadas, Companhias de Seguro, Instituições Financeiras e Creditícias e outras similares.

“Alguns cartórios já faziam o registro, mas sem qualquer regulamentação, o que poderia causar transtornos futuros. Não existe uma lei federal que trate da união entre casais homossexuais, mas essa norma autoriza cartórios a fazer a escritura”, diz Ruy Celso Barbosa Florence, juiz auxiliar da Corregedoria.



Fonte G1

Pierre Auguste Renoir

La songeuse - jeune femme assise - 1877

Elba Ramalho - Entre o céu e o mar

Sangue com HIV pode ser usado em transfusões, revela estudo.

O sangue de pessoas infectadas com o vírus da imunodeficiência humana (HIV), causadora da aids, pode ser usado de forma segura para transfusões de sangue, como aponta um estudo médico recente apresentado em Nairóbi e que é citado hoje pela imprensa local.

O estudo do médico Samwel Oketch, do New Nyanza Provincial General Hospital, da província queniana de Nyanza que prova que a "lavagem dos glóbulos vermelhos elimina o plasma do ARN (ácido ribonucleico) do HIV, tornando o sangue seguro para transfusões", assinala o jornal queniano "Daily Nation".

"Os pesquisadores foram capazes de limpar o sangue de qualquer rastro do HIV usando uma solução salina, composta de sal de cozinha e água", segundo a publicação.

Oketch apresentou os resultados da pesquisa no 29º Congresso Mundial de Ciência Biomédica de Laboratório, que começou em Nairóbi que se encerra nesta semana.

Em caso de ser adotado, este método seria especialmente útil em países da África Subsaariana como o Quênia, onde há escassez de reservas de sangue "devido ao temor dos doadores de que seu sangue seja analisado para identificar se são portadores da aids".

Pelos últimos dados da Organização Mundial da Saúde, no mundo há 33,4 milhões de pessoas com aids, dos quais 22 milhões vivem na África Subsaariana.


FONTE: Agência EFE

terça-feira, 8 de junho de 2010

Vital Farias - Cantilena de Lua Cheia

Participação de Elomar, Xangai e Geraldo Azevedo

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Greve no Judiciário da Paraíba. Pombal e outras cidades paralisaram suas atividades forenses

Os Servidores do Poder Judiciário na Comarca de Pombal, a exemplo de todo o Judiciário da Paraíba, fizeram uma mobilização expandindo o movimento grevista nesta Unidade Judiciária.

Na manhã da última segunda-feira(07 de junho), Analistas, Técnicos Judiciários e Oficiais de Justiça levaram ao conhecimento da sociedade e dos jurisdicionados as razões que os motivaram a parar as suas atividades e desencadeassem uma greve estadual. Na ocasião, fizeram uso da palavra vários servidores enfatizando a atual situação dos Serventuários da Justiça.

O ato público contou ainda com a solidariedade do representante da OAB local, e do membro da Defensoria Pública. Os servidores ainda participaram de entrevista direta com a Rádio Maringá de Pombal, ocaisão em que representantes da ASTAJ e do SOJEP fizeram suas explanações, explicando a sociedade paraibana as suas reivindicações.

A paralisação contou com cerca de 90% dos servidores do Fórum. UM carro de som foi instalado diante do prédio da Unidade Judicial para o ato público.

Durante a semana, outras mobilizações e manifestações estão marcadas para acontecer.

Os servidores lutam pela elaboração de um novo PCCR que represente os interesses da categoria, com a participação das entidades representativas; 15% de perda salarial, referente à inflação do período de 2007 a 2010; 33,32% em razão do aumento da jornada de trabalho; Garantia do direito de remoção para Analistas, Técnicos e Auxiliares Judiciários, além da melhoria das condições de trabalho.

Várias outras Comarcas do Estado, a exemplo de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos, Sousa e Cajazeiras encontram-se com suas atividades forenses paralisadas em razão da greve dos servidores.

O Judiciário de outros Estados brasileiros também encontram-se em greve.


Segundo o comando do movimento na Paraíba, o canal de negociação está aberto ao diálogo.

Radialista pombalense será homenageado com a medalha Epitácio Pessoa

Acabei de receber o convite para a solenidade de outorga da merecida Medalha e Diploma Epitácio Pessoa, a mais alta honraria da Assembléia Legislativa da Paraíba, concedida ao radialista Clemildo Brunet de Sá, cuja solenidade está marcada para o próximo dia 10 de junho, pelas 10hs, no plenário daquela casa de leis, na capital do Estado.

A homenagem e o reconhecimento ao decano da comunicação pombalenese é justíssima. Sua história e trajetória no rádio vai além das fronteiras de nossa cidade de Pombal-PB.

Nossos mais sinceros parabéns!